Somengil

Gestão / Artigos

Indústria 4.0 na prática: o que significa para as empresas

A Indústria 4.0 abriu portas à inovação disruptiva. Mas o que isso significa na prática para as empresas?

Indústria 4.0 na prática: o que significa para as empresas

Tempo de leitura13 minutos de leitura

2022-09-15 14:17:36

Inteligência artificial, robótica e Internet of Things não são chavões. São algumas das palavras que a Indústria 4.0 introduziu no vocabulário e que estão revolucionando o funcionamento das empresas, desde dentro. Conheça os benefícios, oportunidades e tendências da Indústria 4.0 para o seu negócio.

O que é a Indústria 4.0?

A Indústria 4.0 é um conceito revolucionário que integra diferentes tecnologias de última geração para digitalizar as atividades industriais, visando melhorar os processos e aumentar a produtividade. Também chamada 4.ª Revolução Industrial, representa um salto tecnológico, permitindo automatizar funções cada vez mais complexas. A Indústria 4.0 abrange também funções até agora exclusivas do intelecto humano, e recorre à análise de dados para tomar decisões com maior velocidade e precisão.

Esta é uma nova realidade onde os algoritmos tornam os processos industriais mais inteligentes e, acima de tudo, independentes. A incorporação de diversas tecnologias permite que as máquinas “conversem”, que partilhem dados e instruções, e abre portas ao desenvolvimento de novos produtos, projetos e processos produtivos.

Indústria 4.0: como chegamos até aqui?

Para compreender as vantagens da Indústria 4.0, é importante recuar um pouco. Até ao momento, a humanidade passou por três revoluções industriais, fruto de mudanças fundamentais ao modo de vida. 

Indústria 1.0

A Indústria 1.0, também chamada de 1.ª Revolução Industrial, ocorreu em meados do século XVIII, com a descoberta do carvão enquanto fonte de energia. Este marco permitiu a criação do motor de combustão, abrindo portas a novas máquinas e ao transporte de pessoas e mercadorias. Neste período, foi possível deixar para trás o uso de animais para gerar força, o esforço braçal humano e outros procedimentos artesanais.

Indústria 2.0

Este marco na indústria, também designado por 2.ª Revolução Industrial, caracterizou-se sobretudo pela descoberta da eletricidade – à época, uma força motriz totalmente disruptiva que permitiu criar a primeira linha de montagem. Esta descoberta abriu caminho à produção em larga escala e à distribuição de forma massiva. Estamos na transição para o século XX.

Indústria 3.0

Também apelidada de revolução digital, a indústria 3.0 ocorre na segunda metade do século XX, e trouxe a informática e a programação às linhas de montagem e aos escritórios. Os computadores e a Internet permitiram uma substituição gradual dos sistemas analógicos por sistemas digitais, modernizando o trabalho em todo o tipo de indústrias. Inicia-se, assim, a Globalização.

Indústria 4.0

Por fim, chegamos à Indústria 4.0, a era atual que integra o digital e o físico com tecnologia de ponta, desenvolvendo fábricas e processos produtivos inteligentes, com a capacidade de se autogerir e monitorizar. Os dados são combinados e integrados de uma forma sem precedentes.

Indústria 4.0: quais as vantagens e os riscos?

São muitas as vantagens alcançadas com a Indústria 4.0, não estando, porém, isenta de riscos.

Vantagens da Indústria 4.0

A Indústria 4.0 tem várias vantagens evidentes: um elevado nível de automação aumenta velocidades, reduz o desperdício e permite manter o controle, a qualidade e a monitorização.

A automação inteligente proporcionada pela Indústria 4.0 reduz a necessidade da ação humana nos processos, o que minimiza a probabilidade de erro. Os gastos também são substancialmente reduzidos. Por exemplo, as manutenções podem ser programadas de forma autônoma, e o desperdício de matérias-primas pode ser reduzido, afinando com precisão os parâmetros produtivos.

Os colaboradores também ganham. A Indústria 4.0 torna os processos mais seguros e mais confortáveis, e reduz a ocorrência de acidentes de trabalho.

Tudo isto graças a um só elemento: dados. A Indústria 4.0 permite recolher elevadas quantidades de dados, e deles extrair e analisar informação relevante para a estratégia de negócio. Assim, as decisões capitais de uma empresa podem ser devidamente fundamentadas, e mais rápidas.

Riscos da Indústria 4.0

Apesar das vantagens, a Indústria 4.0 também levanta algumas preocupações.

A principal está relacionada com os postos de trabalho. O principal desafio será realocar os colaboradores no centro da mudança para outros trabalhos de maior valor. Além disso, novos empregos já estão sendo criados em função da tecnologia e dos equipamentos necessários.

Outro fator apontado como vantagem relativamente à Indústria 4.0 pode ser, em simultâneo, um risco. Quanto mais ligada uma empresa estiver, mais suscetível estará a ataques cibernéticos. Afinal, a mesma tecnologia responsável por uma produção eficiente tem o potencial de paralisá-la.

As ameaças à segurança estão cada vez mais sofisticadas, complexas e difíceis de detectar e travar. As estruturas de hardware e software vocacionadas para a proteção de dados são essenciais para evitar paralisações da produção ou mesmo encerramentos de empresas.

Como funciona a Indústria 4.0 na prática?

O termo Indústria 4.0 não se refere a uma tecnologia, mas a um conjunto de soluções que trabalham em conjunto. Estas são as principais.

Internet das Coisas

A Internet das Coisas, também conhecida pela sigla IoT (de Internet of Things), designa a ligação estabelecida entre vários equipamentos entre si através da Internet. Eles conseguem captar, armazenar e transmitir dados de utilização, condições meteorológicas, estados de objetos e processos para, posteriormente, desencadear procedimentos diferenciadores. Por exemplo, os equipamentos podem emitir relatórios instantâneos de produção ou, especificamente na lavagem industrial, calcular a quantidade de recursos necessários (como água, detergente e energia) para garantir resultados perfeitos, consumindo apenas o que é estritamente necessário.

É o caso da MultiWasher, máquina de lavagem industrial de última geração desenvolvida pela Somengil, que representa a tecnologia mais avançada na higienização de todo o tipo de utensílios.

Inteligência artificial

A inteligência artificial permite que os equipamentos tomem decisões sem a interferência humana. O processo ocorre com recurso a algoritmos avançados, que interpretam eventos, analisam tendências e realizam ações. Dito doutro modo, as máquinas vão além da execução de tarefas específicas e assumem uma forma de inteligência similar à humana, tomando decisões de forma autônoma. Além disso, os equipamentos podem realizar tarefas que uma pessoa não consegue, como, por exemplo, trabalhar com materiais perigosos ou com elementos não visíveis ao olho humano.

Big Data

Big Data é o termo que abrange o armazenamento e tratamento de grandes volumes de dados, de grande variedade e complexidade. É especialmente relevante quando os dados são de tal ordem, que os programas convencionais não conseguem geri-los. São, por isso, necessárias técnicas estatísticas e de aprendizagem (machine learning) específicas para poder extrair informações importantes para o negócio. Assim, podem ser gerados relatórios e conclusões para fundamentar previsões, decisões e procedimentos.

Cloud

No contexto da Indústria 4.0, a Cloud (nuvem) permite armazenar sistemas, bases de dados, redes e softwares online, ao invés de recorrer a soluções físicas e locais. Assim, qualquer utilizador pode acessar de forma remota, precisando apenas de um terminal com ligação à internet, como um smartphone, computador, tablet ou até mesmo uma Smart TV. Desta forma, são ampliadas as possibilidades de ligação entre sistemas.

Robótica avançada

Os “cobots” têm ganhado destaque nas empresas pelas vantagens que apresentam relativamente aos seus antepassados, robots. Os cobots (termo que resulta da junção de “collaborative” com “robot”), conseguem alterar o seu comportamento com base em dados obtidos por sensores, o que permite interagir com o ambiente ou com as pessoas de forma adaptada. Por exemplo, os cobots, podem travar o seu próprio movimento antes de prejudicar um colaborador. Assim, continuam desempenhando funções complexas, mas com a vantagem de poderem ser integrados ao lado de humanos, sem representar qualquer risco.

Como implementar a Indústria 4.0 na lavagem industrial

A Indústria 4.0 tem um papel decisivo nos processos de lavagem industrial. Otimiza processos e liberta pessoas para funções que acrescentam mais valor. Em suma, permite uma utilização criteriosa e eficiente de recursos.

Os processos de lavagem industrial também podem dar um importante salto tecnológico com a MultiWasher, uma máquina de lavagem industrial de alta performance. Este equipamento conta com tecnologia de última geração para gerir os recursos hídricos e energéticos de uma forma mais sustentável. A MultiWasher recolhe, de forma contínua, os principais dados de cada ciclo de lavagem – como a pressão da água, a temperatura e duração do ciclo – para ajustá-los ao tipo de utensílios em cada lavagem, sem intervenção humana.

Além disso, a MultiWasher faz também este ajuste relativamente às quantidades de detergente e de secante ideais para cada lavagem, graças ao seu sistema inovador com dois dosadores, com funcionamento independente da ação humana.

MultiWasher, lavagem de próxima geração

É uma tendência global inevitável: as máquinas serão cada vez mais inteligentes e os processos de produção mais autônomos. Para se adaptar aos desafios da Indústria 4.0, as empresas precisam de estratégias claras e testadas.

Na Somengil, procuramos continuamente novas formas de acompanhar a evolução tecnológica, entregando aos nossos parceiros soluções inovadoras que geram resultados inovadores. Com a MultiWasher, colocamos o processo de lavagem industrial na rota do futuro. Agende um webinar, e veja o impacto desta máquina nos seus processos de lavagem, ou entre em contato com a nossa equipe.

Regressar

Também pode gostar

Um passo à frente: o que é a Manutenção Preditiva?
Gestão / ArtigosArtigos
Um passo à frente: o que é a Manutenção Preditiva?

A manutenção preditiva utiliza dados dos equipamentos para prever e evitar falhas, aumentar o tempo de vida e aumentar a eficiência. Descubra em...

Postado em 2022-01-06

6 indicadores de produtividade para acompanhar todos os dias
Gestão / ArtigosArtigos
6 indicadores de produtividade para acompanhar todos os dias

Os indicadores de produtividade são os sinais vitais da saúde para as empresas. Aqui estão 6 que devem ser acompanhados.

Postado em 2023-03-16

“A máquina que mudou o mundo tem 160 anos!”
Gestão / ArtigosArtigos
“A máquina que mudou o mundo tem 160 anos!”

Conversamos com José Camarinha, Export Manager da Somengil, sobre a importância da máquina de lavar e como ela continua moldando a sociedade 160...

Postado em 2022-02-10

Menu