Somengil

Lavagem Industrial / Artigos

Sanitização de ambientes: o que é e porque é importante?

A sanitização de ambientes industriais é uma questão de saúde pública. Descubra o que é e como evitar focos e proliferação de doenças na sua empresa.

Sanitização de ambientes: o que é e porque é importante?

Tempo de leitura9 minutos de leitura

2022-06-17 14:38:13

Uma boa limpeza não é suficiente para garantir a eliminação de microrganismos nocivos, sobretudo em locais com grande circulação de pessoas e manuseio de objetos. Descubra em que consiste a sanitização de ambientes e como ela ajuda a eliminar ameaças invisíveis à saúde pública.

O que é a sanitização de ambientes e para que serve?

A sanitização de ambientes é um processo que recorre a equipamentos especiais e substâncias de utilização profissional para combater vírus, bactérias, ácaros e fungos. Mesmo depois de uma limpeza intensiva de superfícies e espaços, os microrganismos nocivos continuam presentes e comprometem a saúde de colaboradores e clientes nesses locais. Estes agentes patogénicos constituem a causa de algumas alergias e doenças respiratórias, como bronquite, asma, rinites e mesmo infecções.

A sanitização de ambientes também contribui para a conservação de alimentos, uma vez que, sem a deterioração provocada por bactérias, os produtos adquirem uma maior vida útil. A sanitização de ambientes caracteriza-se também pelo seu efeito de longa duração; em alguns casos, estas iniciativas podem permanecer ativas até seis meses.

Apesar de a sanitização não garantir a eliminação total de microrganismos, reduz a carga viral para níveis seguros, sem risco de contaminação e infecção. Por isso, é um processo que complementa o trabalho de limpeza e, em conjunto, proporcionam total segurança e sensação de bem-estar a colaboradores, clientes, visitantes e fornecedores.

O que distingue a sanitização da desinfecção?

Quer a sanitização quer a desinfecção têm, como objetivo principal, reduzir o risco de infecção por via de microrganismos patogénicos, tornando os ambientes mais seguros. Contudo, são processos muito diferentes entre si, na medida do tipo de produtos que utilizam e do seu nível de ação.

A sanitização reduz a carga bacteriana para níveis considerados seguros para a atividade humana, recorrendo a produtos de média toxicidade. Por outro lado, a desinfecção garante uma eliminação do risco a 100%. Para atingir esta eficácia, utiliza produtos altamente tóxicos, com elevado potencial químico. Esta diferença possibilita, por exemplo, que uma fruta ou legume possa ser ingerido após a sanitização, mas não após a desinfecção.

A desinfecção é normalmente efetuada em ambientes de alto risco, como hospitais e clínicas, a par da sanitização. Já em atividades industriais e nos restaurantes, quando é necessário garantir a biossegurança do ambiente sem prejudicar a qualidade dos produtos e sem inutilizar o seu consumo, a sanitização é a escolha mais óbvia.

Como implementar a sanitização de ambientes?

A sanitização de ambientes é efetuada por especialistas, com sistemas de alta tecnologia, produtos de utilização profissional e equipamentos de proteção individual adequados. A escolha dos produtos que serão aplicados deve ser orientada por alguns critérios, como a toxicidade, o efeito corrosivo, a concentração, o efeito residual nos alimentos, o tipo de material onde será aplicado e as consequências ambientais.

A ação química dos produtos de sanitização forma uma película nas superfícies, que ficam protegidas contra a proliferação de microrganismos. O tempo de atuação é, geralmente, de algumas horas, dependendo da dimensão do espaço tratado e das condicionantes ambientais. O local deve ser isolado durante o período em que decorre a sanitização - algumas horas depois, já é possível o regresso normal à área tratada, sem riscos para pessoas e animais. É preciso garantir que a sanitização de ambientes seja efetuada depois da limpeza do espaço e não antes; caso contrário, os efeitos da sanitização serão anulados.

Setor Hospitalar

Nos hospitais e clínicas, o processo de sanitização merece uma atenção especial. Os pacientes, em geral, são portadores de vírus e bactérias naturalmente presentes na rua que, em ambientes de patogenia controlada, podem ter consequências graves. É, portanto, fundamental para prevenir e combater surtos de diversas ordens, a par de uma eficaz desinfecção.

Em alguns casos, os custos são fáceis de quantificar. Um surto relativamente pequeno com aproximadamente 40 casos de resistência antibiótica em Londres, causada pelo sistema de lavagem, custou a um único hospital mais de € 1 milhão.

A este respeito, a MultiWasher Healthtech, máquina de lavar industrial de última geração desenvolvida pela Somengil para o setor hospitalar, não se limita a limpar – desinfeta o equipamento para garantir que é seguro para reutilização. Trata-se de uma máquina fechada, em formato de cabine, que responde às exigências associadas às operações hospitalares. Através de um processo controlado, automatizado e estável, traz benefícios para todos os intervenientes no processo: poupa tempo e consegue resultados consistentes, ciclo após ciclo de lavagem.

Setor Alimentar

Na indústria alimentar há um elevado risco de contaminação da produção, quer pelas especificidades dos produtos alimentares, quer pelo elevado número de colaboradores em atividade. A sanitização é essencial para evitar repercussões sérias como intoxicação ou mesmo morte. As consequências financeiras para as empresas afetadas também são relevantes. Um estudo recente conduzido nos EUA mostra que, num restaurante, o custo de um único surto de uma doença transmitida por alimentos pode representar quase 6 vezes o orçamento de marketing anual da empresa afetada.

A frequência recomendada para efetuar a sanitização de ambientes varia de acordo com o fluxo de circulação de pessoas. Regra geral, é aconselhado efetuar uma sanitização semanal em fluxos altos de produção, quinzenal em fluxo médios e mensal em fluxos baixos.

A Somengil está fortemente comprometida com a luta contra as doenças transmitidas por alimentos. Por isso, disponibiliza a mais recente tecnologia de lavagem industrial, para impedir a propagação de microrganismos nocivos para a saúde pública. Com o desempenho de alta performance da Multiwasher, o processo decorre num ambiente fechado, para evitar a contaminação do espaço de trabalho, e com um consumo reduzido de água e energia. Esta máquina já tem melhorado os processos de lavagem na indústria alimentar e respondido eficazmente às necessidades de biossegurança.

MultiWasher: prevenção e segurança em primeiro lugar

Quando se alia tecnologia e inovação às reais necessidades das indústrias, obtém-se um resultado a toda a prova. A MultiWasher acompanha a preocupação com a saúde e segurança dos vários setores e permite a higienização de qualquer utensílio, ferramenta ou equipamento – com um elevado nível de automação, gestão inteligente de temperaturas, água, energia e detergente. Agende uma demonstração ou entre em contato com a nossa equipe para ver a diferença.

Regressar

Também pode gostar

Descarbonização: como atingir de forma eficiente
Lavagem Industrial / ArtigosArtigos
Descarbonização: como atingir de forma eficiente

A descarbonização é um dos métodos de limpeza mais exigentes na indústria alimentar e de varejo. Saiba como realizá-la da forma mais eficaz e sus...

Postado em 2021-07-27

Reparar o futuro, hoje: 6 motivos para rever o processo de lavagem industrial
Lavagem Industrial / ArtigosArtigos
Reparar o futuro, hoje: 6 motivos para rever o processo de lavagem industrial

Organizações do mundo inteiro estão revendo os processos de lavagem industrial. Descubra o que tem motivado esta decisão.

Postado em 2022-09-01

Menos é mais? O significado de eficiência hospitalar
Lavagem Industrial / ArtigosArtigos
Menos é mais? O significado de eficiência hospitalar

A eficiência hospitalar é muito mais do que a simples redução de custos e é determinante na qualidade dos cuidados prestados. Afinal, o que signi...

Postado em 2022-02-03

Menu